sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Solidão – Uma oportunidade de ouvir a voz de Deus!


Olá, meus amados irmãos em Cristo!
Este texto caiu como uma luva pra mim hoje! Comecei o ano letivo, numa reunião com outros professores na escola onde leciono e me deparei numa luta emocional um tanto desesperadora. Notei que eu hoje não estava muito bem, pois estava meio que "armada" entende? Não "armada" com revólver ou faca kkkkkkkkkk, mas "armada" emocionalmente, achando que havia um clima estranho na escola, achando que algumas professoras estavam meio que soberbas, debochadas e usando a falsidade no seu olhar. Na verdade uma em especial estava sim, inclusive esta mesma que se dizia ser muito minha amiga, mesmo eu nunca tendo confiado completamente nela, mas a tratava bem. Porém, Deus começou a me encomodar e me fez refletir sozinha. Qual o motivo de eu está tão "armada" ou "agressiva" nas minhas palavras? Então, resolvi ficar sozinha e meditar. E por mais que a gente esteja certo (a), o inimigo das nossas almas, utiliza ao contrário e os ímpios acabam vencendo essa batalha, porque ninguém vai entender o que a gente está pensando ou passando, espiritualmente falando. Resolvi ouvir mesmo que não gostando, mas decidi ficar quieta e ouvir mais. Colocar um sorriso nos lábios, sem falsidade claro e seguir em frente. O dia que eu não aguentar eu vou até os pés do Senhor e choro! Ou se caso Deus me permitir, falarei com sabedoria pelo Espírito Santo.
Deixa eu dizer algo amados, a palavra do Senhor diz: Os humilhados serão exaltados.
Erga a cabeça! Se Deus te colocou numa situação ou num lugar é por que Ele está permitindo e controlando. Peça ao Senhor mansidão, sabedoria, humildade e amor ao próximo. Sei que é dificíl lidar com certas pessoas, mas muitos de nós antes de termos um real encontro com Deus, éramos bem piores. Deus é amor!

Beijinhos carinhos!
Shalom Adonai!
Glauce Lopes.
MENSAGEM:

Quem nunca passou por momentos de solidão? Chega um determinado momento na vida da gente em que nos encontramos vazios e sozinhos. Experimentamos a multidão e ainda assim a sensação de estar só é cada vez mais forte.
Esse é um momento de avaliar, consertar, ver os prós e os contras, momento de ver onde temos errado os comportamentos que necessitam ser modificados, as atitudes e decisões que precisam ser tomadas. Avaliar quem são os verdadeiros amigos, as pessoas que realmente nos amam, avaliar quem nós amamos e qual o real valor que temos dado a essas pessoas.
Nesse momento descobrimos o que é estar próximo e o que é estar junto… Às vezes estamos próximos, mas não estamos juntos, e as vezes estamos tão longe, mas ao mesmo tempo tão perto, tão junto.
É na solidão que descobrimos nossas fraquezas, nossos defeitos, nossas limitações..
E às vezes nesse vazio descobrimos coisas que não nos agradam… Descobrimos que nossas fraquezas muitas vezes são quem amamos. Mas como pode isso?
Nesse momento é hora de avaliar, rever os conceitos, retomar o caminho. A solidão não é algo ruim, depende do ponto de vista de como a encaramos. Às vezes a solidão se torna a melhor amiga. O próprio Jesus se ausentava. Ele também teve seus momentos de solidão, e estar na solidão é aproveitar para estar mais próximo de Deus.
Tenho descoberto que a solidão muitas vezes é um remédio, um remédio contra mim, contra minhas atitudes… Na solidão me conserto, enxergo o que não enxergo na multidão. Na solidão descubro que amigos não são amigos, que aqueles que estão longe fazem falta, descubro que a vida é passageira… Que me apego a coisas e pessoas que não valem a pena. Descubro que nem tudo é como parece.
Bob Davies e Lori Rentzel em seu livro “Restaurando a Identidade” afirmam que para aprendermos a construir sólidas amizades, precisamos cultivar nossa capacidade de encontrar paz e sustento quando ficamos a sós com o Senhor e com nós mesmos, que desenvolver capacidade para a solidão envolve mais que criar uma forte vida de oração ou um tempo regular de leitura bíblica. Envolve aprender a relaxar e desfrutar da presença de Deus e desfrutar de nós mesmos quando estivermos com Ele, Aprender a pôr de lado o esforço e assimilar a beleza da vida cotidiana e o mundo que nos rodeia. Na solidão, se cultiva a sensibilidade e uma verdadeira apreciação dos outros.
Henri Nouwen autor do livro Reaching Out (Buscando), vê a importância da solidão como fundamento para relacionamentos: “Sem a solidão do coração, a intimidade da amizade, do casamento e da comunidade, a vida não pode ser criativa. Sem isso nossos relacionamentos com os outros seriam mesquinhos e avarentos, pegajosos e colantes, dependentes e sentimentais, exploradores e parasitários. Sem que o coração fique só, não podemos experimentar os outros como seres diferentes de nós mesmos, mas apenas como pessoas que podem ser usadas para solução de nossas próprias necessidades, frequentemente ocultas.”
Ele prossegue descrevendo a força dos relacionamentos edificados e sobre a segurança interior e a solidão: “Nesta solidão podemos fortalecer uns aos outros através do respeito mútuo, através da consideração atenciosa da individualidade de cada um, através de uma distancia submissa da privacidade de cada um, e uma reverente compreensão da sacramentalidade do coração humano”.
Para a pessoa independente a solidão fornece um lugar para respirar e refazer-se antes de voltar ao envolvimento com outros. Para a pessoa que luta com dependência emocional, o momento a sós oferece uma oportunidade de experimentar diretamente a cura e o conforto do Senhor e aprender a apreciar a companhia de alguém. Quando os momentos a sós são bem-vindos, e não temidos, os impulsos ansiosos para a dependência perdem grande parte de seu poder.
Acredite estar na companhia de pessoas que amamos é muito bom e também muito importante, mas não rejeite o momento de estar só consigo mesmo, com Jesus e com O consolador, Espírito Santo.
Nesses momentos aproveite para se auto-avaliar, para se consertar, chorar, rir e experimentar o consolo e os braços do Amado de nossas almas, pois Ele nos fala até mesmo com seu silêncio.
Elder Rangel

Um comentário:

  1. Graça e paz querida, vim aqui te desejar um ótimo final de semana.
    Deus abençoe cada vez mais.

    ResponderExcluir

Glauce Lopes

Glauce Lopes
O D-us de Israel é o que tem todo poder!